Santiago: Hop On – Hop Off

Primeiro dia em uma cidade desconhecida é dia de ônibus vermelho de dois andares, o famoso Hop On – Hop Off. Típica (e clichê) escolha de turista, mas vale a pena. Você desce onde quer ou só passa o olho naquilo que não te interessar tanto assim. Em Santiago, a empresa que oferece este tipo de passeio se chama Turistik. O passeio custa 20,000 pesos chilenos e acontece entre 9h30 e 18h, passando a cada 30 minutos nas paradas.

 As paradas são inúmeras: Plaza de Armas, Mercado Central, Plaza de La Constitución, Santa Lucía, Providencia, El Golf /Isidora Goyenechea, El Golf /Sanhattan, Parque Arauco, Patio Bellavista, Parque Metropolitano e Museo Nacional de Bellas Artes. Sem contar que o passeio tem uma parada no Hotel Sheraton (bom para quem se hospeda por lá).

Eu vou falar sobre os pontos turísticos e os bairros por onde o ônibus passa. Deixarei os parques e o shopping para posts futuros e mais específicos.

Plaza de Armas

Na praça estão a Catedral Metropolitana, a Prefeitura de Santiago, o Correio Central, a Casa Colorada e o Museu de Santiago, o Ex Congresso Nacional, a Real Casa de Aduanas e Museu Precolombino, os Tribunais de Justiça, o Palácio da Real Audiência e Museu Histórico Nacional. Um lugar bem interessante para conhecer um pouco mais da história do país.

Nós fomos no final de 2013 e a Plaza estava em reforma, o que dificultou um pouco nosso passeio. Mas vale a pena parar e explorar um pouco o lugar.

Mercado Central

O Mercado Central é um prédio lindo, tanto por dentro quanto por fora, e um importante ponto turístico da cidade. Eu não sou super fã de lugares em que o cheiro é forte (sou fresca mesmo), então eu não me aventurei muito por lá. O interessante é que no local em que estão os restaurantes, você nem nota o cheiro do resto do mercado.Os principais restaurantes são o El Galeón, Donde Augusto,  La Joya del Pacífico, El Rey del Mariscal, El Rey del Pescado e El Rincón Marino. Por lá você pode comer a famosa Centolla (que tem em quase todos os restaurantes de Santiago).

Image

Já ouvi falar que comer no Mercado pode sair bem mais caro que em outros lugares, porque virou um lugar visitado principalmente por turistas. Nós não chegamos a fazer uma refeição por lá, mas acho que vale prestar atenção nos preços antes de sentar em algum restaurante.

Plaza de La Constitución

Nesta praça estão localizados alguns dos Ministérios do Chile, o Palacio de La Moneda (palácio do governo), o jornal La Nación e muitos outros prédios importantes e interessantes. Como a maioria das praças em Santiago, é cheia de áreas verdes e flores.

No Palacio de La Moneda tem uma visita guiada que precisa ser agendada e só acontece de segunda à sexta. Outra atração do palácio do governo é a troca de guardas que acontece a cada dois dias, às 10h. No site, você confere as datas em que as trocas acontecem.

Perto da Plaza de La Constituicón estão várias igrejas e Museo de Arte Pré-Colombiana.

Santa Lucía

O Cerro Santa Lucía fica no centro de Santiago. Eu não lembro exatamente onde o ônibus para nesse ponto, mas ele passa pela rua O’Higgins (onde está a Universidad Católica do Chile e seus prédios encantadores).

Apesar de ter que percorrer um caminho grande, com várias escadas, até chegar lá em cima, vale a pena: a vista é sensacional! No meio do caminho você encontra várias fontes, uma capela (fechada), uma antiga fortaleza, estátuas e monumentos. Tem um clima de viagem no tempo. A entrada é gratuita e controlada. As únicas coisas que terá que fazer é assinar o caderno na entrada e aproveitar o passeio.

Image

Lá pertinho está a Rua José Victorino Lastarria, um lugar super charmosinho de visitar. Vários restaurantes (inclusive um dos meus preferidos, o Gatopardo) e algumas lojinhas locais. Se ainda tiver disposição, aconselho dar uma esticadinha por lá.

Providencia

O ônibus para em uma rua pouco acima da Avenida Providencia, cheia de lojas, restaurantes e café. Este foi o bairro em que eu me hospedei (vou falar disso mais para frente). Providencia é um bairro basicamente comercial, perto de tudo, cheio de estações de metro e (eu achei) bem tranquilo.

O bairro tem vários parques também. Inclusive, é lá que está o Parque de las Esculturas, onde se encontram 30 esculturas de vários artistas chilenos, como Marta Colvin, Claudio Girola, Federico Assle e Juan Egenau. O ponto do ônibus não é perto, mas no caminho dá para conhecer um pouco mais do bairro e passar por vários outros parques.

El Golf/Isidora Goyenechea

A Avenida Isidora Goyenechea é uma das mais chiques de Santiago. Super arrumada e cheia de restaurantes legais. Não paramos em nenhum restaurante, mas boas opções não parecem faltar. Qualquer coisa tem um Applebee’s no meio do caminho haha

O que eu mais gostei da Isidora Goyenechea, não foram os restaurantes ou toda badalação (todos os bares e restaurantes estavam bem cheios) e sim a Plaza Perú. Fica perto do Hotel W, mais ou menos na metade da Avenida. É uma praça super gostosa para dar um descansada, cheio de crianças e cachorros correndo para todos os lados (sem atrapalhar ninguém, eu juro). Os prédios que ficam em volta só te fazem querer morar ainda mais na região. Vale conhecer!

El Golf/Sanhattan

Sanhattan, uma mistura de Santiago com Manhattan, é o centro financeiro da cidade. O que chama mais atenção é o Gran Torre Santiago, o maior prédio de Santiago. O edifício faz parte do Costanera Center e dá para ver de quase todos os pontos da cidade.

Sobre o Costanera Center: é um shopping gigantesco de 6 andares, que tem todas as lojas que você quiser  e imaginar (tirando as grifes). Vale a pena dar uma voltinha por lá. Os preços de lá não são muito diferentes do daqui (como a maioria das coisas em Santiago, na verdade). Mas o prédio é bonito e legal de conhecer.

Museo Nacional de Bellas Artes

Eu (infelizmente!!!!!!!) não tive a chance de entrar no Museu. Só tive o gostinho de ver o prédio pelo ônibus. Já eram quase seis horas e se descêssemos do ônibus, não era certeza que conseguiríamos pegar o próximo.

O MNBA funciona de terça a domingo, de 10h as 18h50. O valor da entrada é de 600 pesos chilenos, aproximadamente 3 reais. Nos domingos, a entrada é liberada ou você pode contribuir com o que achar que deve (o que eu acho fantástico).

Advertisements

5 thoughts on “Santiago: Hop On – Hop Off

  1. Maria Júlia says:

    To amando seu blog! A vontade de voltar ao chile só aumenta quando leio seus posts, mana! Beijo beijo e muito sucesso

  2. Jaqueline says:

    Oi. Gostaria de saber onde posso comprar a passagem desse turistik. Precisa ser em agência de viagem ou posso comprar em pontos da cidade? Obrigada e parabéns pelo blog!

    • ianacaramori says:

      Olá, Jaqueline. Você pode comprar em stands da Turistik no Patio Bellavista, Mall Parque Arauco, Mercado Central, Hotel Hyatt, Pueblito los Dominicos, Hotel Sheraton ou no Aeroporto Internacional. Se você preferir, também pode comprar online por esse site aqui. Muito obrigada!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s