Hungria: Budapeste

Como uma boa fã de George Ezra, eu queria muito ir até Budapeste. Eu tinha grandes chances de me decepcionar, afinal o cara escreveu a música sem nunca ter visitado a cidade. Ou seja, a música podia ser incrível e a cidade ser o oposto. Só que deu tudo certo e eu me apaixonei pela capital húngara.

SONY DSC

Castelo de Buda

Eu passei apenas um dia em Budapeste, por isso não tenho muitas dicas para dar. Para não ficar apenas um post sobre pontos turísticos, eu pedi ajuda para os universitários – um em específico. Meu amigo Henrique morou em Budapeste por um ano e topou fazer uma participação especialíssima no Ich Wander. Aqui estão algumas dicas dele:

“Escolher as coisas que mais gostei em Budapest é muito difícil, mas existem alguns lugares que são mais imperdíveis que os outros, como a margem do Danúbio. Ali ficam os principais pontos turísticos de Budapeste: o Parlamento húngaro — um dos prédios mais bonitos do mundo com toda a certeza — o Castelo de Buda, a Citadella com a vista mais alta da cidade que tem um nascer-do -sol ou por-do-sol incríveis. Na margem do Danúbio também fica a principal universidade húngara, a Universidade de Tecnologia e Economia de Budapeste. Em húngaro: BME, BUDAPESTI MŰSZAKI ÉS GAZDASÁGTUDOMÁNYI EGYETEM – só para mostrar o quanto a língua húngara é estranha e muito difícil. Outra atração no Danúbio é a ilha das margaridas, a Margit Sziget, um dos principais parques da cidade que conta com presença da famosa fonte que dança, literalmente, no ritmo de diversas músicas durante 1 hora sem repetir coreografia.

DSC_0287

Vista da Citadella

Screen Shot 2015-10-30 at 16.57.46

Parlamento de Budapeste

O segundo passeio imperdível em Budapeste é o banho termal. Existem vários espalhados pela cidade, mas o mais famoso é o Szechényi Thermal Bath, que fica em um parque muito bonito da cidade. Tem piscinas indoor e outdoor em diversas temperaturas, pacotes de massagem e sauna. É importante lembrar que você deve ter no mínimo umas 4 horas para que esse passeio valha a pena. É muito bom para dias frios do inverno.

Széchenyi fürdo

Széchenyi fürdo

A terceira coisa que chama atenção em Budapeste é uma praça/rua que é um dos centros comerciais da cidade. Conhecido localmente como um lugar para turistas, por ser tudo inflacionado comparado com o resto da cidade, a Deák Ferenc tér — que é ligada a Vaci Street — é um ótimo lugar para andar, comprar e comer. Muitas pessoas se reúnem ali para passar a tarde tomando uma cerveja na beira do espelho d’agua ou fazer um esquenta para alguma das boas boates que ficam bem perto (Kraft e Otkert). Essa era a rua que os intercambistas brasileiros usavam para fazer o pagode que rolava todo mês. Do lado da Deák Ferenc tér ficam a Basílica do Santo Estevão e o famoso sorvete em formato de flor, que é o melhor sorvete da cidade.”

Deák Ferenc tér

Deák Ferenc tér

Eu já estou pronta para voltar para Budapeste e conferir os banhos termais e esse sorvete! E você?

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s